CiúmesRelacionamento

Fui Agredida pelo meu marido mas temos filhos pequenos – O Que fazer?

“Fui agredida pelo meu marido e não sei o que fazer”. Esta é a realidade de inúmeros mulheres em todo o país. Afinal, ninguém espera que a pessoa que escolhemos dividir nossa vida tenha atitudes tão drásticas e que machucam.

Quando escolhemos alguém queremos sentir proteção, carinho, amor e segurança. Também desejamos que esses sentimentos sejam transmitidos aos filhos que são o maior tesouro que uma pessoa pode ter.

Mas o que fazer quando se tem filhos pequenos e ocorre a agressão por parte do marido? O maior medo que uma mãe possui em uma situação como essa é que ao tomar alguma atitude as crianças sejam atingidas. Mas será que é possível fazer algo após ser agredida pelo meu marido e proteger os filhos?

O que fazer agora que fui agredida pelo meu marido?

A violência doméstica é uma questão que atrai a atenção de todos e até divide opiniões. Algumas pessoas acreditam que a mulher que passa por esse tipo de ação e ainda continua com o marido é porque gosta. Outras acreditam que é porque tem medo de passar necessidade.

O fato é que todo casal deve ser respeitar e completar um ao outro. Ambos precisam dar o seu melhor para que a união dê certo e que prospere em todos os sentidos. Discussões existiram em alguns momentos; opiniões divergentes também surgirão. Mas isso não quer dizer que agredir o outro é a melhor solução.

Quando ocorre a agressão uma atitude precisa ser tomada para que tal ato não volte a acontecer. O ideal é acionar o 180 ou Polícia Militar pelo 190 quando ocorre a agressão. Assim o agressor poderá ser preso em flagrante e conduzido a delegacia de polícia mais próxima.

A mulher também será encaminhada a delegacia para fazer a denúncia e fazer com que o inquérito prossiga. Caso a denúncia seja feita tempos após a agressão a Delegacia da Mulher deve ser procurada e informada sobre a violência sofrida seja ela física ou psicológica.

No Boletim de Ocorrência deve constar o desejo que o processo continue para que o inquérito policial seja instaurado. Lembrando que não é obrigatória a presença de um advogado nesse momento, mas quando for uma situação muito delicada é importante ter esse profissional do lado.

Caso a vítima não possua condições financeiras de arcar com isso pode recorrer a assistência judiciária que é um direito que ela possui.

Para isso somente será necessário ir ao Fórum local e solicitar informações relacionadas a isso. Assim um advogado do Estado será apresentado e fará os serviços jurídicos.

“Fui agredida pelo meu marido nas partes íntimas. O que devo fazer?”. Nesse caso, a mulher deve solicitar ao delegado que um exame de corpo de delito seja realizado. Apesar da vergonha que muitas sentem quando isso acontece é essencial fazê-lo, pois algumas medidas podem ser tomadas a partir daí.

Em alguns casos o marido fica proibido de se aproximar não apenas da companheira como também dos seus familiares e dos filhos. Até a visita as crianças pode ser proibida nos casos que a integridade física dos mesmos esteja comprometida ou a justiça acredite ser o melhor.

Tome uma atitude!

Fui Agredida pelo meu marido - Disque 180

“Fui agredida pelo meu marido e não sei o que fazer!”. Este é um dilema que inúmeras mulheres enfrentam principalmente quando possuem filhos pequenos. É algo difícil que requer uma tomada de decisão urgente, mas que deve ser feito. Caso contrário, a integridade e segurança de todos pode ser comprometida.

LIGUE IMEDIATAMENTE PARA 180, ou procure discretamente uma Delegacia da Mulher, a delegada lhe orientará e mostrará os próximos passos para que você possa mudar a sua vida sem correr riscos desnecessários.

Artigos relacionados

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo